PROGRESSO, AMOR E CARIDADE

Bastante grande é a perversidade do homem. Não parece que, pelo menos do ponto de vista moral, ele, em vez de avançar, caminha aos recuos?

“Enganas-te. Observa bem o conjunto e verás que o homem se adianta, pois que melhor compreende o que é mal, e vai dia a dia reprimindo os abusos. Faz-se mister que o mal chegue ao excesso, para tornar compreensível a necessidade do bem e das reformas.”1

Infelizmente, olhando o momento contemporâneo, temos a impressão de que a Humanidade caminha para que o mal chegue ao excesso, a fim de compreender a necessidade do bem e das reformas.

A Lei do Progresso é inexorável porque é Divina e, portanto, isenta do controle e ou do domínio humano.

Dia haverá em que a Humanidade melhor compreenderá o Bem e, então, praticará tudo em conformidade com as Leis Divinas, perfeitas, imutáveis, guia seguro para a felicidade.

Nos dias atuais, em que o mal parece dominar a face da Terra, e a descrença, o desânimo, o medo, a insegurança se apresentam com realce e sentido de permanência, mesmo sabendo de sua temporalidade, uma vez que a ausência do bem está prestes a findar, faz-se necessário compreender a premente necessidade do Bem e das reformas.

Reformas que devem se iniciar no interior de cada ser humano a fim de que se torne melhor e obediente às Leis Divinas orientadoras ao caminho seguro e feliz tão almejado por todos.

Ações no Bem, aliadas à caridade, se fazem urgentes, pois somente o amor em ação fará as reformas adequadas e dirimirá os equívocos cometidos pela imperfeição que ainda fomenta a perversidade do homem.

A caridade fará que o progresso siga o seu curso natural e reformará as criaturas quando aplicada no cotidiano, desde os atos mais singulares aos mais complexos.

Será que diante do Amor e da Caridade precisamos chegar ao excesso, para tornar compreensível a necessidade da prática do bem e das reformas?

 

Pensemos nisso e ajamos com amor e caridade enquanto é tempo!

REFERÊNCIA:

1 KARDEC, Allan. O livro dos espíritos. Trad. Guillon Ribeiro. 93. ed. 2. imp. (Edição Histórica). Brasília: FEB, 2016. cap. 8 – Da lei do progresso, it. Marcha do progresso, q. 784.

Transcrito do link:

http://www.souleitorespirita.com.br/reformador/noticias/progresso-amor-e-caridade/

RECEBA O JORNAL GRÁTIS

Digite seu e-mail para receber as novas publicações do J.E.U. por e-mail.

%d blogueiros gostam disto: