MEDIUNIDADE NOS JOVENS

MEDIUNIDADE NOS JOVENSEm algumas ocasiões, presenciamos o interesse de jovens em busca de orientação para seus casos de mediunidade precoce.

Muitos frequentavam trabalhos mediúnicos, com o objetivo de sanarem suas dificuldades psíquicas, dizendo-se orientados por dirigentes espíritas e guias espirituais.

Mas os problemas continuavam!

Procuravam, então, ali, com o porta-voz da Espiritualidade, uma solução para suas inquietações.

Atendendo, certa feita, um deles, que dizia participar de práticas mediúnicas, indagou-lhe o jovem o que ele achava, ao que paternalmente o Chico deu a seguinte orientação:

— “É muito cedo para isso!

Primeiramente, os jovens deverão preocupar-se com a vida, preparar-se nos estudos, na formação profissional, pois ainda não se definiram…

Observemos uma pista de aeroporto. Para receber grandes naves, necessita primeiro ser bem pavimentada, requerendo, para isso, cuidados e serviços especiais aplicados com bastante conhecimento. Se não for assim, como é que as aeronaves pousarão? Do contrário, o aeroporto não poderá ser bem utilizado!

Quando surgirem indícios de mediunidade, penso que não devem participar imediatamente de trabalhos práticos, no exercício mediúnico, pois lhe será difícil continuar nesses grupos.

Que frequentem reuniões públicas de evangelização e passes, círculos de estudos, tarefas assistenciais, procurando ali, dentro de suas possibilidades, o reequilíbrio”.

Ao ouvir tudo aquilo, lembramo-nos de vários casos em que jovens mal orientados foram parar em sanatórios.

Achamos mesmo que os dirigentes espíritas, em tais ocasiões, deverão dedicar-se, com zelo e carinho, à correta orientação de nossos moços.

Do livro “Encontros com Chico Xavier” – Cezar Carneiro de Souza
Capítulo “MEDIUNIDADE NOS JOVENS”

RECEBA O JORNAL GRÁTIS

Digite seu e-mail para receber as novas publicações do J.E.U. por e-mail.

%d blogueiros gostam disto: