CASO 84 – DECÁLOGO PARA ESTUDOS EVANGÉLICOS

Na noite de 21 de março de 1952, no “Centro Espírita Luiz Gonzaga”, em Pedro

Leopoldo discutia-se sobre a melhor maneira de orientar a pregação espírita cristã, quando André Luiz externou-se acerca do assunto, com a seguinte página:

DECÁLOGO PARA ESTUDOS EVANGÉLICOS

1 — Peça a inspiração divina e escolha o tema evangélico destinado aos estudos e comentários da noite.

2 — Não fuja ao espírito do texto lido.

3 — Fale com naturalidade.

4 — Não critique, a fim de que a sua palavra possa construir para o bem.

5 — Não pronuncie palavras reprováveis ou inoportunas, suscetíveis de criar imagens mentais de tristeza, ironia, revolta ou desconfiança.

6 — Não faça leitura, em voz alta, além de cinco minutos, para não cansar os ouvintes.

7 — Converse ajudando aos companheiros, usando caridade e Compreensão.

8 — Não faça comparações, a fim de que seu verbo não venha ferir alguém.

9 — Guarde tolerância e ponderação.

10 — Não tenha indefinidamente a palavra; outros companheiros precisam falar na sementeira do Bem.

André Luiz

Cremos que esta pequena Mensagem oferece interessantes apontamentos, dando-nos o que pensar.

Transcrito do livro “Lindos Casos de Chico Xavier” de Ramiro Gama.

RECEBA O JORNAL GRÁTIS

Digite seu e-mail para receber as novas publicações do J.E.U. por e-mail.

%d blogueiros gostam disto: