CASO 83 – APRENDER COM SABEDORIA E SERVIR COM AMOR

Na noite de 31 de agosto de 1951, estivemos em Pedro Leopoldo e, em prece com o Chico, recebemos a linda mensagem de João Pinto de Souza, o criador da Hora Espiritualista, apreciando nossa Campanha de Alfabetização, mensagem essa que aqui transcrevemos:

Hoje, mais do que nunca, entendo que o Espiritismo, qual é aceito e compreendido entre nós, pode ser definido como sendo Caridade e Educação.

Através do bem, melhoramos a vida fora de nós, em favor de nossa própria felicidade e, por intermédio do Ensino, aprimoramos a vida igualmente, dentro de nós, para que nossa atuação no mundo se enriqueça de bênçãos.

Enquanto aí, por maiores que se revelem as demonstrações de nossa fé, não chegaremos realmente a apreender toda a extensão e toda a grandeza do tesouro que o

Alto nos confia, nos valores que a Doutrina Consoladora dos Espíritos nos oferece. É preciso cerrar os olhos no campo denso da carne, para reconhecer, em verdade, as riquezas imperecíveis de que fomos dotados pelo Espiritismo Evangélico, porque as oportunidades de elevação para nós todos fluem, com abundância e beleza, de todos os

ângulos da luta humana, convidando-nos a aprender com sabedoria e a servir com amor, a benefício de nossa ascensão no caminho do reajuste.

Assim, pois, quanto puderem vocês, que ainda estão retendo a graça do corpo físico para engrandecer os interesses de Deus entre os homens, aproveitem o ensejo de

lutar e sofrer, ajudar e edificar em nome do Senhor, principalmente na esfera da sementeira cristã que a propaganda espírita possibilita a nós todos, como sublime construção da Mente Nova do Mundo sob a inspiração da Boa Nova, sentida e realizada,

nos círculos de ação em que evoluímos para a frente.

HORA ESPIRITUALISTA é, nesse sentido, uma escola abençoada de conhecimento e de luz que nos cabe desdobrar no verbo santificante do Evangelho, através do céu, para os lares e para os corações sedentos de renovação para o Grande Futuro.

Não desfaleçamos e, sem dúvida, não tardará a frutificação de nossa sementeira

com o Cristo.

O tempo é de lições demonstrativas. A graça divina nos visita em todos os caminhos da luta terrestre, em forma de convocação ao esforço incessante no bem eterno.

E, esperando que nos unamos cada vez mais em torno da execução de nosso programa de serviço espiritual, abraço a todos os amigos e irmãos de Ideal.

João Pinto De Souza

Transcrito do livro “Lindos Casos de Chico Xavier” de Ramiro Gama.

RECEBA O JORNAL GRÁTIS

Digite seu e-mail para receber as novas publicações do J.E.U. por e-mail.

%d blogueiros gostam disto: