AS GRANDES CONSTELAÇÕES ESPIRITUAIS

Não se turbe o vosso coração. – Credes em Deus, crede também em mim. Há muitas moradas na casa de meu Pai; se assim não fosse, já eu vo-lo teria dito, pois me vou para vos preparar o lugar. – Depois que me tenha ido e que vos houver preparado o lugar, voltarei e vos retirarei para mim, a fim de que onde eu estiver, também vós aí estejais. (S. JOÃO, cap. 14, vv. 1a3.)

estudo-temas-diversos-as-grandes-constelacoes-espirituaisExistem nos espaços infinitos grandes constelações espirituais, que servem de moradas para as almas que já se despojaram de todas as imperfeições da matéria e que vivem conforme as realidades espirituais ensinadas por Jesus. São os espíritos nobres, os benfeitores da humanidade que se revestem de humildade e paciência para lecionar e ensinar as verdades e belezas espirituais ao homem ainda preso às dificuldades da matéria e aos atavismos perturbadores de suas vidas pregressas e que ainda vibram como sensações grosseiras do seu primitivismo animal.

Allan Kardec, o sábio codificador, teve a oportunidade de interrogar na questão 742 de O livro dos espíritos, “qual a causa que leva o homem à guerra?”. E os espíritos responderam: “predominância da natureza animal sobre a espiritual e satisfação das paixões, esclarecendo sobre as nossas imperfeições que ainda fazem parte do nosso processo reencarnatório.

Jesus é a oportunidade maravilhosa e bondosa que a vida nos oferece de crescermos em redenção em busca da nossa paz. Nessa trajetória redentora somos auxiliados por esses seres cósmicos que nos veneram e nos guiam na nossa luta de ascensão em busca da grande luz. Quando, enfim, depois de lutas imensas de renovação interior alcançarmos esses paradigmas cósmicos, também seremos convidados a participar dessas grandes arquiteturas espirituais onde o amor é o grande farol redentor que ilumina todos os espíritos que estão direcionados para o mesmo ideal de renovação moral da humanidade espiritual, conforme os ensinamentos de Jesus, que asseverou que há muitas moradas na casa do Pai, e que essas moradas são os diferentes mundos habitados que servem de moradas para os espíritos de acordo com os seus diferentes níveis evolutivos.

São os ensinamentos sublimes de iluminação interior do mestre querido que preferiu vir na figura de filho de carpinteiro para lecionar nos primeiros momentos a humildade, a caridade e principalmente o amor como o antídoto para a cura de todas as dores humanas, que plenifica e ilumina o ser na sua viagem espiritual, parafraseando os espíritos da codificação que disseram no item,“A lei do amor” que o homem no seu inicio só tem instintos, avançado e corrompido, tem sensações e que instruído e purificado tem sentimentos e que o requinte do sentimento é o amor, mas não o amor no sentido vulgar do termo mas esse sol interior que reúne e condensa em seu foco ardente todas as aspirações e revelações humanas.

Assim só o amor é capaz de promover a felicidade de todos que fazem parte desta grande família espiritual; que marcham juntos, porém em níveis evolutivos diferentes. Que possamos um dia habitar as grandes e sonhadas constelações espirituais onde reinam a paz, a alegria e a felicidade, moradas essas dos espíritos puros que souberam viajar no tempo do átomo primitivo até o arcanjo, de todos aqueles que souberam vivenciar o evangelho de Jesus, como o mais notável roteiro seguro de iluminação.

E eis que surge a doutrina espírita, como o Consolador prometido por Jesus. Ele mesmo nos prometeu que não nos deixaria órfãos, que enviaria um outro consolador para que ficasse conosco eternamente, na revivência plena do cristianismo primitivo e nas máximas morais do Cristo, fazendo com que os que têm olhos de ver vejam e os que têm ouvidos de ouvir ouçam que a verdadeira felicidade ainda não se encontra na Terra.

Oswaldo Coutinho da Silva Filho, Centro Espírita Deus, Cristo e Caridade, Serrinha-BA

RECEBA O JORNAL GRÁTIS

Digite seu e-mail para receber as novas publicações do J.E.U. por e-mail.

%d blogueiros gostam disto: